quinta-feira, fevereiro 02, 2012

Um choro fácil.

Sou uma pessoa de choro fácil. E quando se toca naquele assunto então, ui. Não quero falar e choro. Falo e choro. Penso e choro. Não penso e pronto, resolvido!

Ontem contra todas as minhas bases de acreditação, fui ao nutricionista. Não gostei. Gostei do homem, não gostei que ele tenha feito o plano a ignorar as minhas rotinas e o meu trabalho. Fiquei apreensiva quando ele me perguntou porque é que eu comia arroz cru e me mandou para o psiquiatra. Eu vou ao psiquiatra com todo o gosto, mas cheira-me que à consulta dele nunca mais volte. Não sei. Fiquei desanimada, confesso. Mas hoje já estou animada outra vez. Porque eu sei que isto é lutar por mim. Que é lutar para ficar 100% bem a todos os níveis, e isso implica ir ao psiquiatra e cumprir o plano do nutricionista. E vou fazê-lo. Vou! Juro!

De ontem a um mês volto lá para avaliar os resultados e mudar o plano. A ver vamos!

1 comentário:

Cátia Rodrigues disse...

Vai correr tudo bem minha querida e sim, ele foi um estupor em mandar-te ao psicólogo por isso -.-